Experiências de Museu

Experiências de Museu (2012). Com a curadoria de Ana González, Deborah Bruel, Felipe Prando, Newton Goto e Paulo Reis a exposição foi composta por uma mostra de trabalhos de arte e uma série de mesas de debates entre instituições dedicadas às artes visuais. A proposta que tem como foco a ideia de museu, acervo e política cultural pretende realizar um acontecimento reflexivo sobre “o museu como musa”. 

A mostra é composta por obras do acervo do Museu da Gravura, obras dos acervos de algumas das entidades participantes das mesas de debates além de documentos e informações sobre museus. Do acervo do Museu da Gravura estão presentes pequenas coleções existentes na grande coleção – cartazes de ativismo produzidos em conjunto por artistas e trabalhadores latinos residentes nos EUA, de Carlos Cortez; parte da série Autobiographical Series, de Louise Borgeois; Zero Cruzeiro e Zero Dolar, Zero Centavo e Zero Cent, e também Estojo, de Cildo Meirelles; sem título (frases encontradas em notas de dinheiro brasileiro), de Jackie Leirner; uma pequena série de intervenções em notas de dinheiro peruano, de autor desconhecido; além de parte da série de impressos produzidos pelo Nervo Ótico, coletivo gaúcho que atuou em finais dos anos 70 a início dos 80, doada ao Museu da Gravura pela Fundação Vera Chaves Barcellos. Compõem ainda a exposição publicações de várias instituições públicas voltadas às artes, publicações realizadas por iniciativas de artistas e cópias de documentos sobre políticas públicas culturais de âmbito local, regional e nacional. Nas paredes das salas são apresentados organogramas de algumas instituições de arte publicados em seus  respectivos sites. Uma das salas, dedicada à Associação Cultural Videobrasil, há a projeção de uma coletânea de documentários sobre artistas.

As mesas de debate objetivam refletir sobre a constituição e atuação de um museu incluindo suas dinâmicas de participação social.  A mesas reúnem instituições da cidade de Curitiba e de outras cidades com perfis semelhantes que apresentarão seus modos de existir, como se organizam, com constróem suas políticas de acervo, de pesquisa e de mediação. Os pontos de partida dos debates são políticas culturais, interface instituição-comunidade, aparelhamento de espaços culturais, atuação dos museus na contemporaneidade, relação entre Estado e cultura, e, acervos e patrimônio público. Serão três meses debate que acontecerão durante o período expositivo.

5/ SET, 19h

Charles Narloch  Membro titular do Colegiado Setorial de Artes Visuais (2010/2012) e do Conselho Nacional de Política Cultural (2010/2012); Presidente da Comissão de Construção do MAC-Schwanke (Joinville-SC); Diretor Executivo da Fundação Cultural de Joinville; Curador independente.

Denise Bandeira artista, professora do curso de graduação da Faculdade de Artes do Paraná, membro representante do Paraná no do Colegiado Setorial de Artes Visuais em 2009 a 2011.

Debatedor Newton Goto Artista, pesquisador, curador, produtor e ativista cultural. Membro do Colegiado Setorial de Artes Visuais nos períodos de 2005 a 2010 e de 2010 a 2012 (Curitiba, PR)

26 / SET, 19h

Videobrasil (São Paulo, SP) / Solange Farkasfundadora, diretora e curadora da  Associação Cultural Videobrasil

MIS – Museu da Imagem e do Som do Paraná (Curitiba, PR) /  Fernando Severo – cineasta e diretor do MIS

Debatedor Felipe Prandoartista, curador e pesquisador em artes (Curitiba, PR)

3 / OUT, 19h

MAP – Museu de Arte do Piauí (Teresina, PI) / Luiz Gustavo Sousa de Carvalho Presidente da Associação dos Amigos do Museu de Arte do Piauí

MVM – Museu Victor Meirelles (Florianópolis, SC) / Fernando Bopré curador e chefe interino do MVM

MGCC – Museu da Gravura Cidade de Curitiba (Curitiba, PR) / Ana González artista e coordenadora do MGCC e do Edital Bolsa Produção para Artes Visuais / FMC /FCC

MUMA – Museu Municipal de Arte (Curitiba, PR) / Rodrigo Marques coordenador do MUMA

Debatedor Paulo Reis – professor do Departamento de Artes da UFPR e curador independente (Curitiba, PR)

Créditos Fotos: Newton Goto